Carinho faz bem a saúde


Você já percebeu que muitas vezes saímos de uma consulta médica pior do que quando entramos? Ou pelo contrário, saímos como se já estivéssemos curados? Tudo depende da atitude do médico durante a consulta.

Quando estamos doentes nos sentimos vulneráveis, e o carinho e a atenção do médico são muito importantes. Sem dúvida, a cura da doença não depende só dos comprimidos e tratamentos; o afeto é primordial.

Carinho é uma relação de amor e cuidado que nós temos para com os outros. Fazer um carinho em alguém é demonstrar que gostamos de alguém e queremos ver esta pessoa bem tratada e cuidada.

Carinho é uma manifestação de solidariedade, compaixão, afeto e atenção que é trocada entre os seres vivos, principalmente os mamíferos.

Todos nós podemos exercer essa função de “médicos da alma” uns com os outros. Há muitas evidencias que estas emoções positivas podem produzir bem estar, normaliza pressão arterial e melhora o funcionamento do sistema imunológico refletindo de uma maneira positiva em nossa saúde.

Um abraço, uma mão passando por nosso rosto ou costas propicia a liberação de oxitocina. Este hormônio é muitas vezes apelidado de "hormônio dos vínculos emocionais" , "hormônio do abraço" a “hormônio do amor”.

A oxitocina importante na construção da confiança, que é necessária para desenvolver relacionamentos emocionais e é capaz de induzir o corpo a um estado de relaxamento, sendo uma grande defesa contra a tristeza e a depressão.

Abraçar é uma forma simples de se conseguir um aumento da oxitocina. Dar ou receber um presente é um outro exemplo.

O carinho e o afeto não podem ser comprados ou vendidos. Não podemos exigir que os outros nos deem o afeto que não sentem e nem retribuir se não sentimos amor dentro de nós. Podemos receber carinho e afeto, muitas vezes da maneira mais inesperada e de pessoas que nem imaginávamos.

Como encontrar o carinho?

Aqui vão algumas dicas:

  1. Envolva-se com pessoas conhecidas e que gostam de você de verdade. Essas pessoas sabem ouvi-lo e o entendem perfeitamente. Riam juntos; o riso é um poderoso remédio que consegue nos unir em momentos difíceis

  2. Seja amigo das crianças. Elas nos oferecem um amor puro, sincero e altruísta. Muitas vezes, os laços invisíveis que são estabelecidos com as crianças nos trazem grandes doses de carinho e empatia.

  3. Aproxime-se dos idosos; eles são uma fonte de sabedoria. Nos falam com experiência e, se você observar, perceberá que dentro deles existe um avô carinhoso e nos sentimos bem-vindos como se fôssemos um dos seus netos. Converse com os idosos que vivem próximos a você e que estão dispostos a ajudá-lo. Faça-os entender que se sente bem em sua companhia; eles se sentirão úteis, e você acolhido.

  4. Interaja com vizinhos e com os amigos. Conversar com pessoas boas, um cumprimento, um sorriso, uma palavra gentil, sair com os amigos, tudo isso o ajudará muito. Não é bom ficar isolado por muito tempo.

  5. E por último, não devemos esquecer dos animais. Muitas pessoas que vivem sozinhas tem como sua única fonte de carinho seu animalzinho doméstico. Francisco de Assis lançou o conceito da Fraternidade Universal onde o amor de Deus deve ser estendido e compartilhado com todos , incluindo os animais.

Mas a dica mais importante é dar amor para receber amor, dar carinho para receber carinho. Porque muitas vezes o que nos faz falta realmente é não oferecer amor e carinho e consequentemente não recebemos ( e depois reclamamos).

O carinho é uma poderosa arma para a estabilidade da paz, como diz o ditado popular: “o bem gera o bem”.

  • Facebook Black Round
  • Google+ Black Round
  • Tumblr Black Round

© 2023 por Voz do Sucesso. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Black Round
  • Google+ Black Round
  • Tumblr Black Round