As “desculpas” para fugir do discipulado


Qualquer um que se proponha a seguir a Cristo pode ter certeza de que muitas rotas de fuga surgirão diante dele.

Isso é notavelmente ilustrado no relato dos três candidatos a discípulo que permitiram que “outras vozes” assumissem uma maior importância sobre o chamado de Cristo.

Estas “desculpas” para não seguir a Cristo nós encontramos no seguinte relato do evangelho de Lucas:

Quando andavam pelo caminho, um homem lhe disse: “Eu te seguirei por onde quer que fores”. Jesus respondeu: “As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça”. A outro disse: “Siga-me”. Mas o homem respondeu: “Senhor, deixa-me ir primeiro sepultar meu pai”. Jesus lhe disse: “Deixe que os mortos sepultem os seus próprios mortos; você, porém, vá e proclame o Reino de Deus”. Ainda outro disse: “Vou seguir-te, Senhor, mas deixa-me primeiro voltar e despedir-me da minha família”. Jesus respondeu: “Ninguém que põe a mão no arado e olha para trás é apto para o Reino de Deus” (Lucas 9,57-62).

O primeiro candidato a discípulo se voluntariou animadamente a seguir o Senhor a qualquer lugar.

Mas o Senhor perguntou: Você está disposto a sacrificar a segurança de um lar para me seguir? Está disposto a abrir mão dos legítimos confortos da vida com o propósito de me servir com devoção?

Ao que parece, o homem não estava disposto, uma vez que não ouvimos mais falar dele nas Escrituras. Seu amor pelas conveniências terrenas era maior do que sua dedicação a Cristo.

Quanto ao segundo candidato, não é que ele estivesse completamente desinteressado do Senhor; havia alguma coisa que ele queria fazer primeiro. Esse foi seu grande pecado. Aquele homem colocou suas próprias coisas acima de Cristo.

E o terceiro candidato disse: “Vou seguir-te, Senhor, mas deixa-me primeiro voltar e despedir-me da minha família”.

Não havia nada fundamentalmente errado nesse pedido. Não é contrário à lei de Deus mostrar interesse amoroso por seus parentes ou observar as regras de etiqueta ao sair. Sendo assim, em que ponto esse homem falhou no teste? Foi neste: ele permitiu que os ternos laços naturais substituíssem o lugar de Cristo.

Resumindo temos aqui três “impedimentos’ ao discipulado em que as pessoas usam como “desculpa” para não seguir a Cristo:

  1. Confortos materiais

  2. Emprego ou ocupação

  3. Família e amigos

Você se parece com um desses três candidatos a discípulo que arrumam “desculpas” para não seguir Jesus?

Você já escolheu dar prioridade as exigências de Jesus ou ainda tem como prioridade suas próprias exigências?

Livro referência: MacDonald, William. O discipulado verdadeiro. Editora Mundo Cristão.

  • Facebook Black Round
  • Google+ Black Round
  • Tumblr Black Round

© 2023 por Voz do Sucesso. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook Black Round
  • Google+ Black Round
  • Tumblr Black Round